Duração: A verificar
Titulação: Stricto Sensu
Turno(s): matutino, vespertino, noturno.
ESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

 

Caracterização do Programa de Mestrado em Engenharia de Produção do Centro Universitário Sociesc – UniSociesc

Missão

O Programa tem como missão o ensino, pesquisa e desenvolvimento de estratégias, modelos, ferramentas e sistemas de gestão, que promovam a eficiência, eficácia e competitividade local e global dos sistemas de produção e sistemas de serviços.

Objetivos

O Programa tem como principal objetivo a formação de docentes, pesquisadores e profissionais que atuarão no ensino, na pesquisa, nos setores público e privado e na sociedade em geral.

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção visa ser um agente de transformação social e tecnológica na região através da concreção dos seguintes objetivos:

  1. Prover as estudantes de pós-graduação de um sólido conhecimento e entendimento dos fundamentos e técnicas da Gestão de Conhecimento, e ao mesmo tempo fomentar o desenvolvimento de habilidades e atitudes empreendedoras frente aos problemas abordados;
  2. Estimular constantemente o pensamento crítico focado na inovação baseada na sinergia das componentes humana auxiliada pela tecnologia, e do empreendedorismo;
  3. Desenvolver competências necessárias à gestão de mudanças nas organizações;
  4. Estimular o desenvolvimento profissional dentro de um entendimento das responsabilidades éticas e profissionais.
Área de Concentração: Engenharia de Sistemas de Produção

A  Engenharia de Sistemas de Produção estuda a melhoria contínua do complexo processo técnico-gerencial de desenvolvimento, produção e distribuição de bens e serviço pelo setor empresarial, envolvendo a necessidade de conhecimento de diversas áreas (particularmente Ciências Básicas, Engenharias e Gestão). Processos de desenvolvimento, operações e descartes de produtos bem como serviços específicos ao longo de seus ciclos de vida são objeto de pesquisa em problemas relacionados a melhorias e mudanças em sua qualidade, funcionalidade e confiabilidade (requisitos de clientes e demais partes interessadas), em sua eficácia e produtividade técnica, econômica e gerencial (requisitos das empresas) e em sua sustentabilidade (requisitos da sociedade), incluindo dimensões dos recursos humanos (como Saúde e Segurança do Trabalho) e materiais (energia, matérias primas e equipamentos) nele empregados.

Linha de Pesquisa: Engenharia de Produto
A linha de pesquisa Engenharia de Produto tem como foco o estudo de metodologias e aplicações relacionadas ao projeto e desenvolvimento de novos produtos e processos, com ênfase nos seus aspectos técnicos, informacionais e na variável ambiental. Problemas conceituais e empíricos de eficácia e produtividade são pesquisados em relação a velocidade e ao custo de desenvolvimento (engenharia concomitante), às questões ergonômicas de novos produtos e processos, às questões de segurança e saúde nos ambientes industriais projetados ou em operação e ao impacto ambiental na cadeia de produção consumo derivado das escolhas de projeto.
Linha de Pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos
A linha de pesquisa Gestão de Sistemas Produtivos busca desenvolver modelos, metodologias e estratégias capazes de contribuir diretamente para o aumento da competitividade das empresas, bem como avaliar aqueles já existentes em nível empírico sob as óticas da qualidade e da agregação de valor. A análise envolve a pesquisa em sistemas logísticos, manufatura flexível, produção enxuta e limpa, enfatizando a dimensão da melhoria de processo dos sistemas sócio-tecnológicos internos às organizações para um alcance mais eficaz de novas metas e objetivos organizacionais em função de mudanças e tendências observadas no ambiente externo.

Produção em Foco” é o título da revista eletrônica do curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção do Centro Universitário Sociesc – UNISociesc. A primeira edição foi lançada no dia 30 de setembro de 2010.

A revista possibilita o intercâmbio e a discussão entre profissionais da área educacional e empresarial, aproxima especialistas da área de Engenharia de Produção, divulga os melhores trabalhos técnico-científicos e incentiva o estudo e desenvolvimento das empresas produtivas e de serviços nas diferentes áreas de atuação da Engenharia de Produção.

Outro foco da revista é a divulgação de Notas de Pesquisas (Research Notes) de acadêmicos de mestrado e doutorado que desejam compartilhar com a comunidade científica, acadêmica e empresarial suas idéias em trabalhos de pesquisas. Esta é uma iniciativa inédita nas revistas científicas do Brasil.

O conselho editorial da revista eletrônica “Produção em Foco” é composto por especialistas de renome nacional e internacional, cuja responsabilidade é definir as políticas editoriais da revista, e também por um amplo corpo de referees, que têm como objetivo fundamental a aprovação dos artigos científicos que serão divulgados nos números da revista.

Em agosto de 2013 a Revista obteve conceito B4 para a área das Engenharias III da Qualis, assim como B5 para as áreas de Administração, Ciências Contábeis e Turismo na última atualização feita pela Capes.

Este resultado se deve ao trabalho dedicado do Conselho Editorial, dos avaliadores e dos autores. Gostaríamos de agradecer imensamente a ajuda de todos e lhes estimular a continuar trabalhando para obter resultados sempre maiores em qualidade e quantidade de artigo, contribuindo para a disseminação das principais pesquisas na área da Engenharia de Produção.

Acesse: producaoemfoco.org

 

Coordenador: Prof. Dr. Luiz Veriano Oliveira Dalla Valentina Currículo Lattes

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de Caxias do Sul (1981), Mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1986) e Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998). Professor Titular da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC. Professor dos Programas de Mestrado e Doutorado em Ciência e Engenharia dos Materiais da UDESC e do Mestrado Profissional em Engenharia de Produção do Centro Universitário SOCIESC/Sociedade Educacional de Santa Catarina. Coordenou o Programa de Ciência e Engenharia dos Materiais-PGCEM da UDESC (2011-2014). Tem experiência nas áreas de Engenharia de Produção e de Engenharia Mecânica e Materiais , atuando principalmente nos seguintes temas: gestão estratégica de produtos e processos e materiais para a engenharia.

Contato: ( 47) 3461-0246 ou luiz.valentina@unisociesc.com.br

  • Professor Antonio José dos Santos, MSc.
  • Professor André Hideto Futami, Dr. Eng.
  • Professor Carlos Alberto Klimeck Gouvêa, Dr. Eng.
  • Professor Edgar Augusto Lanzer, Dr. Eng.
  • Professor Eduardo Concepción Batiz, Dr. Eng. (Coordenador Acadêmico)
  • Professor José Maria Melim, Dr. Eng.
  • Professor Luiz Veriano Oliveira Dalla Valentina, Dr. Eng.
  • Professora Márcia Adriana Tomaz Duarte, Dra.
  • Professor Marco Aurélio de Oliveira, Dr.
  • Professor Mehran Misaghi, Dr.

 

      COLABORADORES

_________________________________________________________

  • Professor Fernando Luiz Freitas Filho, MSc.
  • Professor Ricardo de La Caridad Montero Martinez, Dr.
  • Professora Maria Teresa Bustamante, Dra.

 

prof._antonioProfessor Antonio José dos Santos, MSc. Eng. Currículo Lattes

Resumé: Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1984), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999), é doutorando em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Possui certificação Blackbelt na metodologia 6 Sigma pela Six Sigma Associates – EUA (1999) e é Lead Assessor para Sistemas de Gestão da Qualidade padrão ISO9001. Tem experiência de mais de 20 anos na indústria de eletroeletrônicos onde atuou na coordenação de processos de manufatura e no desenvolvimento de novos produtos. Atualmente é professor dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão da UNISOCIESC, onde leciona as disciplinas de Gestão da Qualidade, Controle Estatístico do Processo e Projeto e Análise de Experimentos. Também atua nos mestrados profissionais de Engenharia de Produção e de Engenharia Mecânica da UNISOCIESC onde leciona respectivamente as disciplinas de Sistemas de Produção e Planejamento de Experimentos.

Linha de Pesquisa: Engenharia de Produto

Temas de pesquisa

a) Engenharia da Qualidade

  1. Planejamento de experimentos no desenvolvimento de produtos
  2. Planejamento de experimentos aplicado na otimização de processos
  3. Novas abordagens na aplicação de ferramentas da qualidade no desenvolvimento de produtos
  4. Aplicações especiais de controle estatístico de processos

Linha de Pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de pesquisa

a) Manufatura Enxuta

  1. Mentalidade enxuta
  2. A filosofia Lean Seis Sigma
  3. Manufatura enxuta como sistema de gestão da produção
  4. O desenvolvimento de sistemas a prova de erro

b) Planejamento e Controle da Produção

  1. Planejamento da produção
  2. Modelos para programação da produção
  3. Gestão operacional e controle da produção

Contato: antonio.santos@unisociesc.com.br

 


 

futamiProfessor André Hideto Futami, Doutor Eng. Currículo Lattes

Resumé: Doutor em Engenharia de Produto e Processos – PPGEP/UFSC. Graduado em Engenharia de Produção (Mecânica) pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – POLI/USP (1991), mestrado em Engenharia de Produção e Sistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina – PPGEP/UFSC (2001) e especialização em Administração pela Universidade Federal do Paraná – CEPPAD/UFPR (2003). Possui experiência profissional na área de Desenvolvimento de Novos Produtos e de Projetos de Produtos, tendo trabalhado durante dezoito anos como especialista sênior em desenvolvimento de produtos na área de P&D e Tecnologia em uma empresa do setor eletro-eletrônico. Possui certificação Black-Belt em ferramentas estatísticas 6-Sigma pela FDG. Atualmente, faz parte do corpo docente do Programa de Mestrado em Engenharia da UNISOCIESC.

Linha de pesquisa: Engenharia de Produto

Temas de Pesquisa

a) Processo de Desenvolvimento de Produtos

  1. Desenvolvimento de modelos referenciais do processo de desenvolvimento;
  2. Metodologias integrativas de produto-processo;
  3. Sistemas de informações em desenvolvimento de produtos;
  4. Gestão de tecnologia e inovação;
  5. Planejamento estratégico de produtos.

b) Projeto de Produtos e de Sistemas Mecânicos

  1. Desenvolvimento de metodologias, sistemas e ferramentas de auxílio ao projeto;
  2. Sistemas de aprendizagem em ambientes de projeto;
  3. Desenvolvimento de modelos cognitivos para resolução de problemas;
  4. Pesquisa da metodologia Case-Based Reasoning (CBR) em projetos;
  5. Estudos relacionados à aplicação de Sistemas Especialistas (SE).

Contato: andre.futami@unisociesc.com.br

 


terno_2014Professor Carlos Alberto Klimeck Gouvêa, Dr. Eng. Currículo Lattes

Resumé: O professor Dr Carlos A Klimeck Gouvêa é graduado em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (1983), graduado em Engenharia Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1987), Mestre em Química Orgânica pela Universidade Federal do Paraná (1996) e Doutor em Engenharia e Ciência dos Materiais pela Universidade Federal do Paraná (2000). Tem 8 anos de experiência de trabalho em indústria e 8 anos como professor do ensino superior e pós-graduação. Atua como Consultor ambiental e de processos químicos há mais de 8 anos.

Linha de pesquisa: Engenharia de Produtos

Temas de Pesquisa:

a)  Ganhos Ambientais

  1. Estudos de processos produtivos na indústria da fundição em areias de macharia e moldagem
  2. Estudos nos processos de vazamento de peças metálicas
  3. Desenvolvimento de absorvedores organofílicos específicos para melhoria do desempenho das Estações de Tratamento de Efluentes
  4. Imobilização de catalisadores para processos de degradação de efluentes por fotocatálise.
  5. Estudo de absorvedores de radiação UV para tintas imobiliárias, visando aumento do ciclo de vida.
  6. Desenvolvimento de novos compósitos poliméricos visando aproveitamento de subprodutos industriais.

b) Ensino da Engenharia

  1. Eficácia do ensino de meio ambiente em cursos de graduação e pós-graduação.
  2. Estudo das mudanças comportamentais do homem em função da implantação de políticas ambientais nas empresas.

Contato: gouvea@unisociesc.com.br

 


 lanzer_775_03Professor Edgar Augusto Lanzer, Dr. Eng. Currículo Lattes

Resumé: Engo. Agro. pela ufrgs (1967), tem m.s.(1969) pela ufrgs e m.s. e ph.d.(1973 e 1978) em economia agrícola pela universidade da california. Foi professor do depto. De ciências economicas e do ppgs em economia e em economia rural da ufrgs (1969/88) e prof.titular de pesquisa operacional do depto. De enga. Produção e do ppg enga.produção da ufsc (1989/97). Orientou 60 dissertações de ms, 19 de dr e publicou mais de 100 trabalhos. Foi bolsista de produtividade 1a do cnpq. Foi chefe do depto. Enga prod. da ufsc, diretor de pesquisa e pró-reitor acadêmico da unisul (1998/02) e diretor técnico-científico (2003/06) da fapesc. Atuou como jurado do prêmio finep de inovação tecnológica na região sul (2003/04/05). Desde 2008 é professor do mestrado profissional em enga. Produção da unisociesc em joinville (sc), tendo sido próreitor de pesquisa de 2008 a 2016. Seu interesse de pesquisa relaciona-se à modelagem quantitativa de problemas decisórios e de avaliação de eficiência e produtividade em organizações públicas e privadas.

Linha de pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de Pesquisa

A – Pesquisa Operacional

– modelagem e otimização da operação de sistemas produtivos e de serviços;

– análise de eficiência multidimensional de unidades produtivas;

 

B – Engenharia Econômica

– análise de risco economico em projetos de inovação tecnológica;

– análise econômico-ambiental de regulamentos sobre o setor privado;

– previsão de variáveis externas de interesse econômico para empresas.

Contato: edgar.lanzer@sociesc.com.br

 


 

eduardo_775 Professor Eduardo Concepción Batiz, Dr. Eng. Currículo Lattes

Coordenador Acadêmico

Resumé: Possui graduação em Engenharia Industrial (1979) e doutorado em Ciências Técnicas (1996) pelo Instituto Superior Politécnico José Antonio Echeverria (ISPJAE), Havana, Cuba reconhecido pela Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. Professor-Pesquisador do Departamento de Engenharia Industrial do ISPJAE (1979-1997), Chefe do Laboratório de Ergonomia e Segurança e Higiene do Trabalho. Assessor em Biossegurança do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia de Cuba (1992-1996). Professor Visitante do Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas da UFSC (2000-2004). Atualmente é Professor-Pesquisador da Sociedade Educacional de Santa Catarina (UNISOCIESC) e Coordenador do Mestrado em Engenharia de Produção da UNISOCIESC, Brasil. Membro do Conselho Científico da Revista GEPROS – Gestão da Produção, Operações e Sistemas. Membro do Grupo de Consultores da Revista de Ciências Agrárias da UFRA e da Revista da UNISOCIESC. Tem experiência na área de Engenharia de Produção com ênfase em Ergonomia, atuando principalmente nos seguintes temas: Ergonomia, Segurança e Higiene Ocupacional, Biossegurança, Gestão da Segurança, Condições de Trabalho, Organização do Trabalho e Gestão Ambiental.

Linha de pesquisa: Engenharia de Produto

Temas de Pesquisa

a) Ergonomia.

  1. Análise Ergonômica do Trabalho;
  2. Conforto térmico;
  3. Condições ambientais de trabalho;
  4. Ergonomia do produto;
  5. Biomecânica ocupacional. Antropometria. Métodos de análise de posturas e carregamento de cargas;
  6. Avaliação da carga mental;
  7. Condições técnicas de trabalho;
  8. Condições organizacionais de trabalho;
  9. Ergonomia hospitalar.

b) Saúde e Segurança no Trabalho.

  1. Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho;
  2. Desenvolvimento de Sistemas Informativos;
  3. Gestão de riscos laborais;
  4. Assédio moral no trabalho;
  5. Qualidade de vida.

c) Biossegurança.

  1. Gestão da Biossegurança;
  2. Biossegurança para estabelecimento de saúde.

d) Acessibilidade.

  1. Ergonomia e acessibilidade;
  2. Acessibilidade em espaços abertos;
  3. Acessibilidade em espaços fechados;
  4. Usabilidade, equidade;
  5. Responsabilidade social.

e) Sistemas Integrados de Gestão.

  1. Metodologias para criação e implementação de Sistemas Integrados de Gestão.

f) Sistema de Gestão Ambiental.

  1. Ergonomia, Saúde e Segurança no Trabalho, Produção Mais Limpa, Ciclo de Vida do Produto;
  2. Logística Reversa como ferramenta ambiental.

Contato: eduardo.batiz@unisociesc.com.br

 


  foto_melim_775Professor José Maria Melim, Dr. Eng. Currículo Lattes

Resumé: Bacharel em Administração de Empresas pela Fundação Educacional da Região de Joinville (1977), Mestre (1983) e Doutor(2007) em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Ministrou diversas disciplinas em cursos de graduação e pós-graduação da UNISOCIESC (Joinville, Florianópolis e São Bento do Sul). Participou de Bancas de Mestrado (UDESC – Florianópolis) e de Especializações (SOCIESC – São Bento do Sul). Desenvolve trabalhos nos temas: Estruturas Organizacionais, Planejamento Estratégico, Capital Social, Empreendedorismo e Desenvolvimento de Micro e Pequenas Empresas.

Linha de pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de Pesquisa:

a)    Estruturas Organizacionais

  1. Estruturas Organizacionais Inovativas
  2. Efeito das Estruturas Organizacionais sobre os resultados das empresas e instituições

b)    Planejamento Estratégico

  1. Modelos de Planejamento Estratégico
  2. Gestão Estratégica
  3. BSC – Balanced Scorecard

c)     Capital Social

  1. Formação de Capital Social nos grupos humanos e organizações
  2. Mensuração do estoque de Capital Social

d)    Empreendedorismo

  1. Formação de Empreendedores
  2. Contribuição do Empreendedorismo para a Economia Nacional

e)    Desenvolvimento de Micro e Pequenas Empresas

  1. Ciclo de Vida de Micro e Pequenas Empresas
  2. Aglomerados Empresariais
  3. Contribuição das Micro e Pequenas Empresas para a Economia Regional

Contato: melim.joi@terra.com.br

 


 

luiz_01Professor Luiz Veriano Oliveira Dalla Valentina, Dr. Eng. Currículo Lattes

Resumé: Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade de Caxias do Sul (1981), mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1986) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998). Atualmente é professor associado da Universidade do Estado de Santa Catarina-UDESC, Professor/Pesquisador da Sociedade Educacional de Santa Catarina-SOCIESC e Bolsista Produtividade Desen. Tec. e Extensão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico- CNPq. Professor permanente do Programa de Mestrado em Ciência e Engenharia dos Materiais da UDESC e do Mestrado em Engenharia de Produção da UNISOCIESC. Tem experiência nas áreas de Engenharia de Produção, Engenharia de Materiais e de Engenharia Mecânica, atuando principalmente nos seguintes temas: desenvolvimento de produto, gestão por processos, balanced scorecard, melhoria contínua, metrologia, gás natural e materiais para a engenharia.

Linha de pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de Pesquisa

a) Gestão Estratégica de Processos.

  1. Gestão de processos de negócios (visão e pensamento sistêmico)
  2. Redesenho de processos (ferramentas de qualidade e de reengenharia de processos);
  3. Sistemáticas para o pensamento estratégico (planejamento estratégico, balanced scorecard – BSC).

b) Pensamento enxuto.

  1. Filosofia/mentalidade enxuta;
  2. Estudos sobre desenvolvimento do projeto enxuto;
  3. Estudos de sistemáticas para a manufatura enxuta.

c) Gestão integrada do produto/processo.

  1. Desenvolvimento de metodologias integrativas de produto/processo.

Contato: luiz.valentina@unisociesc.com.br

 


 Professora Márcia Adriana Tomaz Duarte, Dra. Currículo Lattes

Resumé: Concluiu os cursos de doutorado em Engenharia Mecânica na área de Materiais e Processo de Fabricação pela Universidade Estadual de Campinas (2009), mestrado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2004) e Bacharel em Química Industrial pela Universidade da Região de Joinville (2002). Atualmente é professora da Sociedade Educacional de Santa Catarina – UNISOCIESC, pesquisadora e professora participante do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica e Engenharia da Produção. Possui experiência na área de Engenharia de Materiais, com ênfase em materiais poliméricos, atuando principalmente nos seguintes temas: obtenção e caracterização de polímero entre eles os biomateriais poliméricos para aplicações biomédicas e polímeros biodegradáveis. Atua também na área de desenvolvimento de produtos utilizando materiais poliméricos, aliado aos conceitos ergonômicos.

LINHA DE PESQUISA: Engenharia de Produto

TEMAS DE PESQUISA:

Desenvolvimento de Produtos ergonômicos

a) Desenvolvimento de novos produtos utilizando materiais poliméricos com conceito ergonômico, de acessibilidade e usabilidade;

b) Desenvolvimento de produtos poliméricos sustentáveis,

c)Estudo termográfico aliado aos conceitos ergonômicos, em posto de trabalho.

CONTATO: marcia.duarte@unisociesc.com.br

 


 

img_20160628_175050306_004Professor Marco Aurélio de Oliveira, Dr. Currículo Lattes

Resumé: É engenheiro eletricista (B. Eng., UFSC 1984), mestre em Engenharia Elétrica na área de Eletrônica de Potência e Acionamento Elétrico (M. Eng., UFSC 1987) e doutor em Engenharia de Produção na área de Engenharia de Produto e Processo (Dr. Eng., UFSC 2011). Tem experiência na área de Engenharia Elétrica, com ênfase em eletrônica industrial, sistemas e controles eletrônicos, atuando principalmente nos seguintes temas; conversor de frequência, otimização de conteúdo harmônico, filtros ativos e modulação PWM (pulse width modulation). Na área de Engenharia Mecânica tem se dedicado a trabalhos na área de instrumentação, automação da medição (equipamentos e sistemas), otimização de meios e métodos de ensaio de desempenho, confiabilidade em compressores e sistemas de refrigeração, planejamento de experimentos. Tem experiência na área de Engenharia de Produção, atuando em reorganização de processos, segurança de produto e gestão de recursos, lidando com aspectos relativos à administração de equipes, métodos e procedimentos, e sistemas de informação. É revisor dos periódicos Expert Systems with Applications (Elsevier), International Journal of Productivity and Performance Management (Emerald) e International Journal of Production Research (Taylor & Francis), entre outros. Suas maiores áreas de interesse são o desenvolvimento de sistemas de medição, reorganização de processos, estratégias para o aumento de produtividade nas organizações, teorias de liderança aplicadas às organizações, modelagem de sistemas e gestão do conhecimento.

LINHAS DE PESQUISA:  ENGENHARIA DE PRODUTO   /  GESTÃO DE SISTEMAS PRODUTIVOS

TEMAS DE PESQUISA:

1. GESTÃO DE PROJETO DE PRODUTO E PROCESSO

  • Influência do estilo de liderança no resultado do projeto
  • Modelos de previsão de desempenho de projetos
  • Redução de complexidade de processos e produtos
  • Organização enxuta (Lean Enterprise)

2. LOGÍSTICA E GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

  • Gestão de processos logísticos
  • Gestão da cadeia de suprimentos

3. GESTÃO DO CONHECIMENTO

  • Sistemas de gestão do conhecimento
  • Sistemas de apoio à decisão em projetos
  • Sistemas de informação para qualidade, engenharia e laboratórios

Contato: marco.aurelio@unisociesc.com.br

 


 

mehran_775Professor Mehran Misaghi, Dr. Currículo Lattes

Resumé:Bacharel em Informática pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1995), mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001) e doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2008). Atualmente é professor de graduação e pós-graduação da Sociedade Educacional de Santa Catarina (UNISOCIESC). Consultor e auditor de segurança da Moore Stephens Brasil. Pesquisador associado do IPTI. Líder de Grupo de pesquisa em Segurança e Criptografia (GruSeC). Coordenador do Centro de Inovação Microsoft (MIC) de Joinville.

Linha de pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de pesquisa

a) Computação Social

1. Educação a Distância

2. Redes Sociais Corporativas

3. Redes de Serviços Cooperados

b) Cadeia de Suprimentos

1. Análise Comparativa Para Otimizar Ferramentas de Gestão de Cadeia de Suprimentos

2. A Utilização de BI e Mineração de Dados nas Ferramentas de Gestão de Cadeia Suprimentos

3. Integração de ERP a Sistemas de Suprimentos.

4. Metodologia para Implantação Enxuta de Ferramentas de Gestão de Cadeia de Suprimentos

c) Gestão de Serviços de TI

1. Gestão de serviços no contexto de Cloud Computing

2. Gerenciamento de Serviços de TI, baseado na norma ISO/IEC 20000-5:2010

Contato: mehran@unisociesc.com.br

 


 

Colaboradores

 

fernando_freitas_775Professor Fernando Luiz Freitas Filho, M.Eng. Curriculo Lattes  

Resumé: Engenheiro Mecânico (1990) com Mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1993), aluno bolsista na Universität GH Essen (1994), na Alemanha, com MBA em Gestão Empresarial pela FGV (2002). Atualmente é professor do Ensino Superior e do Mestrado Profissional de Engenharia de Produção da Sociedade Educacional de Santa Catarina (SOCIESC), onde leciona as disciplinas de Gestão da Inovação, Gestão da Tecnologia e Inovação e Sistemas de Apoio à Decisão. Atua também como professor local da disciplina de Liderança e Inovação do Curso de Pós Graduação em Administração da Fundação Getúlio Vargas (FGV) na SOCIESC. É co-autor do livro “O processo de inovação nas organizações do conhecimento”. Exerceu função de Coordenador de Projetos na Pollux Automation; Coordenador de P&D, Tecnologia e Inovação da Ciser, tendo desenvolvido o sistema de gestão de inovação da empresa; Consultor em Gestão da Inovação para empresa Nous Software e de Coordenador Técnico do Programa de Pós-Graduação em Inovação da Sustentare Escola de Negócios. Trabalhou por mais de treze anos na Whirlpool, tendo sido Mentor de Inovação e Gestor da área de Desenvolvimento de Tecnologia e Inovação por mais de cinco anos. Atuou no desenvolvimento de diversos projetos de inovação, na criação de sistema de gestão da inovação, na definição de portfólio de produtos e road map de tecnologia e no desenvolvimento de projetos de parceria com universidades através de convênio com FINEP. Tem experiência na elaboração de patentes e coordenação de comitê de patentes em empresas.

Linha de Pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de pesquisa

a)  Inovação Tecnológica

Gestão da inovação tecnológica

  1. Road Map de tecnologia
  2. Relação entre empresas, universidade e governo
  3. Capacitação para inovação tecnológica

b)  Gestão da Inovação

Criatividade e Inovação

  1. O processo de geração de ideias
  2. Planejamento estratégico para inovação
  3. Sistemas de gestão de inovação nas empresas
  4. Cultura de inovação
  5. Gerenciamento da mudança
  6. Inovação aberta

Contato: fernando.freitas@sociesc.com.br

 


Professor Ricardo de La Caridad Montero Martinez, Dr. Currículo Lattes

Resumé: Engenheiro Industrial, Especialista em Estudo do Trabalho e Doutor em Ciências Técnicas, sendo todos os títulos obtidos no Instituto Superior Politécnico “José Antonio Echevarría” (ISPJAE) de Havana, Cuba, o último em 1995. Possui 29 anos de dedicação à Segurança, Higiene e Ergonomia, no ensino universitário em graduação e pós-graduação, na pesquisa e consultoria, principalmente no ISPJAE, assimm como no Instituto de Desenho Industrial e no Instituto Superior de Tecnologia e Ciências Aplicadas em Cuba. Foi membro do corpo docente dos Mestrados em Gestão de Recursos Humanos, em Biossegurança e em Ergonomia e Segurança Ocupacional, bem como membro do Tribunal Permanente Cubano de Grau Científico de Doutor em Ciências Técnicas em Engenharia Industrial. Foi Professor Convidado em várias universidades de Brasil, Colômbia e Peru e, por 17 anos, foi subgerente com várias responsabilidades em empresas de mais de 1000 trabalhadores. Atualmente é membro da Associação Espanhola de Ergonomia, da Comissão Internacional de Saúde Ocupacional, da Sociedad Peruana de Salud Ocupacional e membro da equipe de pesquisa que recebeu um dos prêmios nacionais da Academia de Ciências de Cuba pelo trabalho sobre Avaliação e Prevenção de Distúrbios Musculoesqueléticos no ano 2012, além de autor de mais de 80 artigos publicados e de 130 apresentações em congressos. Consultor em temas de Gestão da Segurança e Saúde Ocupacional e Ergonomia em empresas brasileiras, chilenas, cubanas, colombianas, equatorianas e peruanas, entre elas o Centro de Engenharia Genética y Biotecnologia, Minas de Matahambre, Minas de Zeolita, Instituto Finlay, Centro de Inmunologia Molecular, Petrobras Brasil e Petrobras de Colômbia, Colgate-Palmolive, Johnson & Johnson, Ecopetrol, Occidental de Colômbia, Portos de Cartagena, Bucyrus de Chile, Oleodutos de cru pesados de Equador, Graña e Montero, Mina La Poderosa, Refinaria de Talara. Atua como Professor de graduação (curso de Engenharia Industrial) pós-graduação (na Especialização e no Mestrado em Higiene e Segurança Industrial) na Universidad Autónoma de Occidente, Santiago de Cali, Colômbia, pertence ao corpo docente da Especialização em Saúde Ocupacional da Universidad Manuela Beltrán, da Especialização em Ergonomia da Universidad Nacional de Colômbia e do Mestrado em Segurança e Saúde Ocupacional da Universidad de Piura, Peru.

Linha de pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

a)   Ergonomia

  1. Desenvolvimento de metodologias para a avaliação do risco individual de distúrbios musculoesqueléticos e efetividade da prevenção.
  2. Métodos para implementar a Ergonomia Cognitiva e gerenciar o erro humano.
  3. Metodologias de intervenção ergonômicas.
  4. Desenvolvimento de métodos da Macroergonomia
  5. Desenvolvimento de metodologias e ferramentas da Engenharia da Resiliência.
  6. Efetividade da implementação de processos de Gestão da Segurança Baseada em Comportamentos.

b)   Segurança e Higiene Industrial

  1.  Desenvolvimento e efetividade do ensino de métodos de identificação de perigos e avaliação de riscos.
  2. Efetividade das metodologias de gestão da Segurança de Processos muito perigosos para a prevenção de acidentes maiores.
  3. Efetividade dos métodos que garantem a segurança funcional
  4. Desenvolvimento de indicadores prospectivos da segurança (leading indicators)
  5. Efetividade da gestão da biossegurança em empresas biofarmacêuticas, laboratórios clínicos e hospitais.

Contato: rmonteromartinez@gmail.com

 


  Professor Álvaro Paz Graziani, MSc. Currículo Lattes

Resumé: Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), especialização em Engenharia de Produção pela UDESC (1992), mestrado em Administração de Negócios pela Universidade de Cardiff, Reino Unido (1995) e mestrado em Engenharia de Produção pela UNISOCIESC (2012). Experiência de 30 anos na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Planejamento, Projeto e Controle de Sistemas de Produção. Atuação na gestão industrial de empresas líderes nos mercados moveleiro, alimentício, de plásticos, ferramentaria e cutelaria. Experiência em gestão de projetos para implantação e modernização de diversas fábricas no Brasil, Argentina, Chile e Paraguai. Atualmente é professor dos cursos de graduação, pós-graduação e extensão da UNISOCIESC, onde leciona as disciplinas de Sistemas de Produção, Administração de Empresas de Construção Civil, Gestão de Produção e Planejamento e Controle de Produção. Membro do Colegiado e do Núcleo Docente Estruturante dos cursos de Engenharia de Produção e Tecnologia de Processos Gerenciais.

Linha de Pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de pesquisa

a) Mentalidade Enxuta

  1. Manufatura Enxuta
  2. Construção Enxuta
  3. Sistemas de produção just-in-time
  4. Desenvolvimento de ferramentas de autonomação
  5. Manutenção Produtiva Total (TPM)
  6. Escritório enxuto

b) Planejamento e Controle da Produção

  1. Planejamento de Recursos de Manufatura (MRP II)
  2. Modelos para programação da produção
  3. Gestão operacional e controle da produção
  4. Sistemas Avançados de Planejamento e Programação (APS)

c) Sistemas Integrados de Gestão

  1. Metodologias para criação e implementação de Sistemas Integrados de Gestão.

Contato: alvaro.graziani@unisociesc.com.br

 


Professora Maria Teresa Bustamante, Dra. Curriculo Lattes 

Doutora e Mestre em Administração pela Universidade Positivo e Economista pela Universidade Jorge T. Lozano (Colômbia). Atua na docência superior – Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu – desde 2011. Atualmente exerce atividades de docência na UNISOCIESC como Professora Titular no Curso de Administração/FGV e no Curso de Direito. Atua como Professora colaboradora da Universidade Positivo no Curso Legal Law Master em Direito Corporativo. É Presidente do IBEPES – Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Sociais (2014-2016) com atividades, também, de docente e pesquisadora. Coordena o NUPEG-Núcleo de Pesquisa em Gestão do Curso de Administração/FGV-UNISOCIESC. É sócia da Wellcome Ltda. em projetos de gestão e internacionalização de organizações privadas. É Presidente da Câmara de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina – FIESC. Atuação profissional e acadêmica na área de Ciência Política com ênfase em Relações Internacionais, principalmente, em temas como negociações internacionais e integração regional.

Linha de Pesquisa: Gestão de Sistemas Produtivos

Temas de Pesquisa:

(1) GESTÃO ESTRATÉGICA – ECONOMIA DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

  • Formulação e implementação de estratégias de inovação tecnológica.
  • Gestão estratégica da inovação tecnológica buscando criar Vantagem Competitiva.
  • Economia da Inovação Tecnológica, competitividade, sustentabilidade e internacionalização.
  • Mecanismos legais e seus impactos regulatórios sobre inovação tecnológica.

(2) CULTURA DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

  • Articulação política, práticas, sistemas de crenças e valores e padrões normativos nas organizações.
  • Estudos sobre a dinâmica da inovação voltadas a buscar disseminação organizacional.
  • Gestão de pessoas voltada a desenvolver conhecimento, criatividade e conectividade.

Contato: bustamantemaite11@gmail.com

O Programa tem como objeto de pesquisa os processos, produtos e sistemas de gestão do “meio de produção”, como agentes de constante agregação de valor à sociedade. O meio de produção é caracterizado pela existência de um espaço de comunicação, elementos de infra-estrutura, e a existência de uma organização. Os elementos do meio de produção podem ser entendidos como objetos de trabalho e meios de trabalho. Um elemento corresponde a uma ou outra categorização segundo seja meio de adição de valor ou  objeto de adição de valor, a cada instante. O mestrando em Engenharia de Produção pesquisa e processos, produtos e sistemas de gestão capazes de adicional valor ao meio de produção, seja através do meio de trabalho, ou através do objeto de trabalho.

Neste link encontram-se os documentos emitidos pelo Conselho de Ensino e Pesquisa – CONSEPE, pela Direção do Centro Universitário Sociesc – UniSociesc e pela Coordenação do Mestrado em Engenharia de Produção.

DOCUMENTOS APROVADOS PELO CONSEPE

  1. Regulamento do Curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção 351 / 2012
  2. Regulamento do Curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção 027 / 2014
  3. Regulamento do Curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção 109 / 2015
  4. Regulamento do Curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção 133 / 2016
  5. Regulamento do Curso de Mestrado Profissional em Engenharia de Produção 193A/2017
  6. Regimento do Curso de Mestrado Profissional 132/2016 resolucao_132_2016___regimento_do_mestrado_profissional (4)
  7. Regimento do Curso de Mestrado Profissional 193a / 2017 resolucao_193a_2017___regulamento_mestrado_profissional_eng__de_producao (1)

DOCUMENTOS APROVADOS PELO COLEGIADO

  1. Circular 003/2009. Procedimentos para Apresentação e Normalização das Dissertações do Mestrado em Engenharia de Produção circular_03_ppgep_2014_090714__1___29_ (4)4_090714__1___29_ (4)

OUTROS DOCUMENTOS

  1. Homologação do Parecer No. 122/2009 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Portaria Normativa No 17, de 28 de dezembro de 2009. Dispõe sobre uma mestrado profissional no âmibto da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoa de Nivel Superior – CAPES portaria_normativa_17_de_28_12_2009_mec_mestrado______profissional (3)
  2. template_dissertacao_engproducao_postado2017__1_ (3)
  3. template_apresentacoes_producao (3)

 

  • Análise de Regressão
  • Biossegurança
  • Ciclo de vida do produto como ferramenta para o emprego da produção mais limpa
  • Desenvolvimento de Produto e Processo.
  • Economia do meio ambiente
  • Economia, estratégia e regulação da inovação tecnológica
  • Empreendedorismo
  • Engenharia da Qualidade
  • Engenharia Econômica
  • Ergonomia em Projetos
  • Estatística Aplicada a Engenharia de Produção
  • Gestão de Custos com Foco na Manufatura
  • Gestão da Inovação
  • Gestão ambiental empresarial e sustentabilidade
  • Gestão de Custos com Foco na Manufatura
  • Gestão de Fluxos Logísticos
  • Gestão de Processos de Negócios
  • Gestão de Projetos
  • Gestão do Conhecimento
  • Gestão Estratégica de Tecnologia e Inovação
  • Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos
  • Modelagem Quantitativa para Otimização e Simulação
  • Projeto de Dissertação de Mestrado
  • Projeto de Produto
  • Projeto para Manufatura
  • Redes Sociais na internet
  • Resíduos industriais e seus impactos ambientais
  • Segurança e Saúde no Trabalho
  • Sistemas de Informação na Produção
  • Sistemas de Produção
  • Sociedade da Informação
  • Tópicos Especiais em Eng. de Produto
  • (i): Gestão Metrológica
  • (ii): Desenvolvimento de Produto Enxuto
  • (iii) Planejamento Estratégico de Produtos
  • Variável Ambiental no Projeto

 

 

  Análise de Regressão

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Elementos de Algebra Matricial. Regressão Linear Simples e Múltipla: pressupostos teóricos e propriedades do estimador de mínimos quadrados. Formas funcionais ajustáveis a estimação por MQ. Variáveis Categóricas. Testes de Ajuste. Modelos  especiais: Probit e Logit. Colinearidade e Heteroscedasticidade. Métodos Especiais: MQ Generalizado; Regressão de Cumeeira. Modelos dinâmicos: Estimação de Equações a Diferenças e Testes de Autocorrelação. Introdução à Estimação e Projeção com Equações Simultâneas.

 

Biossegurança

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Conceito de Biossegurança. Desenvolvimento histórico da Biossegurança. Normas, leis, regulamentações, recomendações nacionais e internacionais sobre Biossegurança. Classificação e desenho das salas limpas segundo a norma Fed-Std 209E. Importância para a Biossegurança. Riscos biológicos. Classificação dos microorganismos e das áreas. Medidas de Biossegurança. Gerenciamento de resíduos. Biossegurança em áreas de saúde.

 

Ciclo de Vida do Produto como ferramenta para o emprego da produção mais limpa

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: ciclo de vida do produto. logística reversa. produção mais limpa em contexto. princípios da estratégia p + l. macroambiente e a p + l. microambiente e a p + l. ambiente interno e a p + l. implementação da p + l. estudos de caso. princípios e conceitos da ecoeficiência. inovação tecnológica.

 

Desenvolvimento de Produto e Processo

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Caracterização  do  processo de  desenvolvimento  de  produtos. Ciclo  de vida  comercial  do  produto. Modelo  integrado  de  projeto  de  produto  e  processo (Pré-desenvolvimento,  desenvolvimento  e  pós-desenvolvimento).  Engenharia Simultânea. Gestão de portfólio. Propriedade industrial

 

Economia do Meio Ambiente

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: economia do meio ambiente e sustentabilidade. conceito de recursos não-renováveis e recursos renováveis. externalidades. modelos de extração ótima. estatísticas ambientais. aplicação de instrumentos econômicos na gestão ambiental. meio ambiente: relações sociais e ambientais. a legislação e o meio ambiente. análise custos-benefícios. incorporação de variáveis ambientais na análise de projetos. valoração ambiental. investimentos na preservação ambiental e competitividade.

 

Economia, estratégia e regulação da inovação tecnológica

Obrigatória: Não

Carga Horária: 45h/a

Créditos: 3

Ementa: Cultura Organizacional e a Economia da Inovação Tecnológica nas organizações. Transformando a Inovação Tecnológica em estratégia e vantagem competitiva das organizações. O papel do marco normativo e regulativo da Inovação Tecnológica no ordenamento jurídico brasileiro. 

 

Empreendedorismo

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Conceito de empreendedorismo; características do empreendedor; conceito de intraempreendedorismo; características do intraempreendedor; fatores determinantes do comportamento empreendedor; fatores de sucesso do empreendimento; o empreendedor do conhecimento; empreendedorismo e inovação; franquias e habitats de suporte empreendedor; empreendedorismo social; planejamento do empreendimento: como iniciar um novo empreendimento ou intraempreendimento, o novo produto e sua comercialização, organização da produção e dos processos, o empreendimento (ou intraempreendimento) e a gestão de pessoas, o empreendimento e o capital, o plano de negócios do empreendimento (ou intraempreendimento).

 

Engenharia da Qualidade

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Métodos  quantitativos  de  diagnóstico,  monitoramento  e  otimização dirigidos  à  garantia  da  qualidade;  análise  do  sistema  de  Medição;  Controle Estatístico da Qualidade: gráficos de controle para variáveis, gráficos de controle para atributos; estudo da capacidade do processo; planejamento de experimentos.

 

Engenharia Econômica

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Princípios Microeconômicos. Decisões  e  critérios. Conceito  de  Juros  e Matemática  Financeira. Modelagem  de  Riscos,  Incertezas  e  Atributos Múltiplos. Economia x Contabilidade. Administração Financeira e Gestão de Fluxo de Caixa. Fontes de Financiamento. Estrutura de Capital.

 

Ergonomia em Projetos

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Relação  da  ergonomia  com  a  Engenharia  de  Produção.  As  diferentes abordagens  ergonômicas.  A  evolução  da  relação  ser  humano,  tecnologia  e organização.  Fisiologia  do  trabalho.  Efeitos  do  trabalho  físico.  Capacidade  de trabalho  físico.  Gasto  energético.  Carga  de  trabalho,  estresse,  fadiga. Biomecânica.  Antropometria.  Avaliação  postural  e  de  carregamento  de  cargas manuais.  Condições  técnicas  de  trabalho.  Ergonomia  cognitiva.  Ergonomia  do design de produto. Análise Ergonômica do Trabalho. Riscos no trabalho.

 

Estatísitca Aplicada a Engenharia de Produção

Obrigatória: SIM
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  Distribuições  de  Probabilidade  e  Monte  Carlo.  Estatística  Descritiva. Amostragem e  Inferência. Testes de Hipóteses. Análise de Variância. Associação e  Contingência.  Correlação  e  Regressão  Múltipla.  Técnicas  de  Análise Multivariada. Uso de Software.

 

Gestão de Custos com Foco na Manufatura

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Introdução á contabilidade de Custos e á Gestão de Custos voltada a manufatura; Terminologia contábil, classificação e nomenclatura dos custos: diretos e indiretos, fixos e variáveis, análise dos custos mistos.  Composição do custo do produto nas diversas fases do processo produtivo, custo de processo (Manufatura). Compreensão das informações do demonstrativo de resultado e financeiro. Princípios de Custeios: abordagem por contribuição, Absorção e Ideal (análise do desperdício). Custeio de produtos e serviços: uma abordagem do sistema por processo ou departamentalização, abordagem por atividade (custeio ABC), custeio padrão. Tomada de decisão: Análise-Custo-Volume: ponto de equilíbrio, margem de contribuição, alavancagem operacional. Critério pelo Auxílio à Tomada de Decisões: custos relevantes e irrelevantes, fabricar ou comprar; Custo no Processo de desenvolvimento de produtos: custo de processo e produto, orçamento da matéria prima (BOM).

 

Gestão da Inovação

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Economia da inovação; proteção da propriedade intelectual; políticas de incentivo à inovação; conceituação da inovação; gestão de projetos de inovação, gestão do conhecimento e empreendedorismo; criatividade e inovação. 

 

 Gestão Ambiental Empresarial e Sustentabilidade

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: história da questão ambiental. desenvolvimento sustentável. gestão ambiental. sistemas de gestão ambiental. problemas ambientais em escala global. meio ambiente e comércio exterior. história da certificação ambiental. certificação ambiental e de higiene e segurança; rotulagem ambiental de produtos. 

 

Gestão de Fluxos Logísitcos

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Fluxos globais na organização de um negócio. Fluxos logísticos diretos e fluxos  logísticos  reversos. Conceitos  fundamentais de  logística  reversa. Logística reversa  e  a  visão  estratégica. Análise  quantitativa  dos  fluxos  diretos e  reversos. Localização e arranjo  físico de unidades da rede de operações. Logística reversa de  pós-venda.  Logística  reversa  de  pós-consumo.  Ciclos  reversos  abertos  e fechados. Fatores de  influência na organização das cadeias  reversas. Condições essenciais  de  organização  e  implementação  da  logística  reversa  em  um  canal reverso.  O  impacto  do  fator  logístico  na  organização  da  cadeia  de  distribuição reversa. Projeto da rede reversa. Logística verde.

 

Gestão de Processos de Negócios

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Gestão  orientada  a  processos:  Gestão  tradicional,  Características  da gestão  orientada  a  processos,  Mapeamento  de  Processos,  Diagrama  de Atividades,  Reengenharia  de  Processos,  Business  Process  Redesign  (BPR), Business  Process  Management  (BPM),  aplicações.  Gestão  da  Inovação: estratégias e processos de  inovação  tecnológica, características de um ambiente organizacional  inovador, estratégias e processos de  inovação  tecnológica, gestão de mudanças,  redes de  inovação.  Inteligência competitiva:  Inteligência e Contra-inteligência.  Definição  de  objetivos,  metas,  e  indicadores  de  desempenho. Balanced Scorecard (BSC).

 

Gestão de Projetos

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  Apresentação  de  gerência  de  projetos;  metodologia  de  gerência  de projetos  –  ciclo  de  vida  da  gestão  de  projetos;  análise  de  riscos  e  medidas gerenciais  derivadas;  gerência  de  requisitos;  prototipagem;  técnicas  para planejamento  de  projetos  objetivos  e  abrangência  –  organização  do  trabalho cronograma, PERT, recursos e custos; uso de ferramentas de planejamento e acompanhamento de projetos; software de gerenciamento de projetos; prática de gerência – motivação de equipes e a gestão de pessoas. Princípios de negociação – tratamento de conflitos no projeto; administração do tempo e reuniões; gerência por processos.

 

Gestão do Conhecimento

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: O conceito de competitividade baseada em conhecimento. Desenhos organizacionais e do trabalho em busca da competitividade baseada em conhecimento: alternativas estratégicas, a gestão das organizações para a competitividade baseada em conhecimento, o desenho do trabalho para a competitividade baseada em conhecimento. A gestão da arquitetura de recursos humanos para a competitividade baseada em conhecimento: preenchimento de cargos e funções, contratação de talentos. Desenvolvimento e motivação do capital humano para a competitividade baseada em conhecimento: desenvolvimento do capital humano e social, o estímulo e suporte à criatividade em organizações, sistemas de remuneração nas organizações baseadas em conhecimento. A avaliação dos recursos de conhecimento: a avaliação da cultura e do clima para a aprendizagem organizacional, medidas e gestão do conhecimento estratégico.

 

Gestão Estratégica de Tecnologia e Inovação

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Conceitos de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I); inovatividade e capacidade de inovação; tipologia e abrangência da inovação; modelos de inovação organizacional; planejamento estratégico de tecnologia e inovação; planos de inovação; processos de gestão da inovação; diagnóstico de gestão da inovação na empresa; indicadores de inovação para o governo e para as empresas; papel das instituições de ensino para a Inovação nas empresas.

 

Logísitca e Gestão da Cadeia de Suprimentos

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Histórico e evolução da logística. Logística integrada. Projeto do sistema logístico. Cadeias de Suprimentos e sua Gestão. Gestão de Estoques, Fluxos na organização. Gestão de Transportes. Armazenagem e movimentação de materiais. Gerenciamento de pedidos. Previsões e Gestão de demanda. Determinação do nível de serviços logísticos. Rede de operações. Redes de cooperação.

 

Modelagem Quantitativa para Otimização e Simulação

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Modelagem Deterministica: Mix de Produtos, Insumos e Processos; Expansão e Localização de Fábricas; Transporte e Distribuição; Seleção e Gestão de Projetos; Portfólios e Fluxos Financeiros; Planejamento da Produção e Estoques; Designação de Recursos para Tarefas; Perdas em Cortes; Substituição de Equipamentos; Fluxos em Redes; Produtividade Multidimensional. Modelagem Estocástica;  Programação  Dinâmica  em  Cadeias  de  Markov;  Simulação  de Sistemas.  Taxonomia  de  Problemas  e  de  Algoritmos  de  Resolução.  Uso  de Planilha e Add-ins.

 

Projeto de Dissertação de Mestrado

Obrigatória: SIM
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  Estrutura  do  Conhecimento  em  Produção  Científica.  Pesquisa bibliográfica  como  fundamentação  teórica.  Planejamento  e  formulação  da pesquisa  científica  e  do  conhecimento  tecnológico.  Normas  e  Padrões  para Trabalhos Científicos. Definição do problema de Pesquisa e objetivos; Estrutura do trabalho de Dissertação.

 

Projeto de Produto

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Fases  do  desenvolvimento  do  produto.  O  processo  de  projeto  de produto: Projeto Informacional: QFD (Quality Function Development). Requisito de Projeto  Conceitual:  modelagem  funcional,  método  morfológico,  engenharia  e análise  de  valor;  Projeto  Preliminar:  processo  de  projeto  da  peça, métodos  de prototipagem,  FMEA,  fatores  humanos  e  de  desenho  industrial  no  projeto  do produto,  seleção  de  materiais  e  processos.  Projeto  Detalhado:  ferramentas  de modelagem  geométrica.  Projeto  prático  do  curso:  desenvolvimento  de  um processo de projeto de produto.

 

Projeto para Manufatura

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Normalização  no  projeto;  Projeto  para  a  modularização;  Criação, documentação e configuração de Sistemas, Subsistemas e Componentes (SSC’s); Reutilização, procura e codificação de SSC’s; Gerenciamento de Componentes e Suprimento  (CSM  –  Component  and  Supplier  Management),  e-procurement; Gerenciamento de Parâmetros Críticos  (CPM – Critical Parameter Management); Especificação  de  Tolerâncias;  Estrutura  do  Produto  (BOM  –  Bill  of Materials)  e tipos  de  BOM;  Fatores  de  Custo  na  Seleção  de  Processos  de  Fabricação;  O Processo de Montagem; Sistemas de Montagem: Princípios e Recomendações do Projeto para a Montagem.

 

Redes Sociais na Internet

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Redes Sociais. Elementos de Comunidades Sociais. Dinâmica das Redes Sociais na Internet. Difusão de Informação nas Redes Sociais. Ecossistema de Mídia Social. Oportunidades Emergentes.

 

Resíduos Industriais e seus impactos ambientais

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: introdução e conceitos. entender as causas da poluição atmosférica, das águas e do solo. caracterização de resíduos segundo normas específicas. prevenção da poluição. impactos ambientais e os resíduos industriais. conscientizar da necessidade da minimização e não geração dos resíduos nos processos produtivos, bem como avaliar as possibilidades de reciclagem, seus impactos e redução de custos frente às matérias-primas virgens. conhecimento da legislação ambiental aplicada. legislação ambiental estadual e municipal básica relativas às águas, padrões de emissão do ar, emissões sonoras e lançamento de efluentes líquidos.

 

Segurança e Saúde no Trabalho

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Sistema  de  Gestão  de  Segurança  e  Saúde  no  Trabalho.  Gestão  de riscos.  Métodos  de  análise  retrospectiva  e  prospectiva  de  riscos.  Incidentes, acidentes  do  trabalho,  doenças  profissionais  e  doenças  do  trabalho:  conceitos, causas,  conseqüências.  Programas  de  apoio  à  prevenção  de  acidentes  do trabalho.  Programa  de  prevenção  de  saúde.  Proteção  contra  incêndios.  Riscos químicos: medidas de controle. Riscos biológicos: medidas de controle. Proteção elétrica. Proteção de máquinas e equipamentos. Proteção individual.

 

Sistemas de Informação na Produção

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  Informação,  Sistemas  de  Informação,  Tecnologia  de  Informação  & Comunicação.  Conceito  de  Engenharia  de  software.  Paradigmas do desenvolvimento  de  software.  Paradigma  de  objetos  (OO).  Componentização. Gestão  de  projetos  de  TI.  Tecnologias  de  apoio  a  SI:  Bancos  de  dados,  Data mining,  Data  warehouse,  Internet,  Web,  WebEDI,  Integração  de  tecnologias, Comércio  eletrônico,  Segurança  e  privacidade  da  informação.  Sistemas  ERP. – Sistemas de Suporte a Decisão (DSS), Sistemas de Informações Executivas (EIS), Sistemas de Informações Gerenciais (MIS). Business Intelligence.

 

Sistemas de Produção

Obrigatória: SIM
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  Conceitos  sobre  Sistemas  e  Sistemas  de  Produção.  Funções  dos Sistemas de Produção. Tipos de Sistemas Produtivos. Funções de Planejamento e  Controle  de  Produção.  Administração  da  Capacidade,  Programação  de Atividades e Gestão de Estoques. Sistemas de Produção de Serviços. Conceitos Fundamentais.  Estratégia  competitiva  e  vantagem  competitiva.  A  Estratégia  de Manufatura. O Sistema de Manufatura e  a  cadeia de  produção. Os  impactos  da globalização  sobre  a  competitividade.  Conceitos  de  manufatura  flexível  e manufatura  enxuta.  Modelos  e  ferramentas  para  a  melhoria  e  manutenção  da competitividade  em  manufatura.  O  Just-in-time  (JIT).  A  teoria  das  restrições (OPT).

 

Sociedade da Informação

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa:  

Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC). Inclusão Digital. Sociedade da Informação. Proteção, sigilo e privacidade existem? Governo Eletrônico. A influência de Google em nosso cotidiano.

 

Tópicos Especiais em Engenharia de Produto

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Tópicos Especiais em Engenharia de Produto será oferecida sob demandas especiais e/ou inovações significativas na área de conhecimento.

(i) Gestão Metrológica

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: A metrologia no contexto da gestão da qualidade; Requisitos metrológicos em sistemas de gestão (NBR ISO 10012:2004); Hierarquia de calibração e rastreabilidade de padrões; Técnicas para cálculo da incerteza de medição; Resultado de medição; Análise dos certificados de calibração; Controle dos instrumentos de medição; Propriedades estatísticas dos sistemas de medição, Análise da adequação ao uso dos sistemas de medição.

(ii) Desenvolvimento de Produto Enxuto

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Visão sistêmica para o desenvolvimento de produtos; Filosofia enxuta; Processos enxutos; Mapeamento do fluxo de valor; Identificação e definição das categorias de desperdícios; Desenvolvimento de equipe; Solução da causa-raiz; Sistema enxuto para o desenvolvimento de produto; Processo de para o desenvolvimento de produto enxuto; Pessoas no desenvolvimento de produto enxuto; Ferramentas e tecnologias para o desenvolvimento de produto enxuto. Sistematização do conceito set based concurrent engineering; Metodologia para Implementação do desenvolvimento de produto enxuto.

(iii) Planejamento Estratégico de Produtos

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Fundamentos do Planejamento Estratégico. Processo do Planejamento Estratégico: aspectos normativos e a organização do processo. Estruturas organizacionais. Escolas de estratégia. Estratégia e o Portfólio de Produtos. Processo e métodos para a Gestão do Portfólio de Produtos.

 

Variável Ambiental no Projeto

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Funções econômicas do meio ambiente: provedor de recursos; assimilador de dejetos; Políticas preventivas e corretivas. A questão ambiental nos diversos setores industriais enfatizando desde a gestão dos recursos naturais até a reciclagem de produtos e embalagens: Life Cycle Assessment; ISO 14040 tecnologias limpas. Matriz de entrada e saída em processos; Análises de impactos ambientais de produtos; Rotulagem Ambiental de Produtos; ISO 14020, Design for Environment (DfE); ISO 14062.

  Tópicos Especiais em Engenharia de Produção: Análise de Regressão

Obrigatória: Não
Carga Horária: 45h/a
Créditos: 3

Ementa: Elementos de Algebra Matricial. Regressão Linear Simples e Múltipla: pressupostos teóricos e propriedades do estimador de mínimos quadrados. Formas funcionais ajustáveis a estimação por MQ. Variáveis Categóricas. Testes de Ajuste. Modelos  especiais: Probit e Logit. Colinearidade e Heteroscedasticidade. Métodos Especiais: MQ Generalizado; Regressão de Cumeeira. Modelos dinâmicos: Estimação de Equações a Diferenças e Testes de Autocorrelação. Introdução à Estimação e Projeção com Equações Simultâneas.

1. O curso é aprovado pela CAPES?

 O Mestrado em Engenharia de Produção do Instituto Superior Tupy – IST é recomendado e reconhecido pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A CAPES é uma secretaria do MEC e desempenha papel fundamental na expansão e consolidação da pós-graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado) em todos os Estados da Federação.

2. O curso está homologado pelo Ministro de Educação Superior?

Nos termos do art. 2o da Lei no 9.131 de 24 de novembro de 1995, o Ministro do Estado da Educação, homologou o Parecer no 122/2009 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, favorável ao reconhecimento, com prazo de validade determinado pela sistemática avaliativa, de 151 cursos de Mestrados, dentre os quais se encontra o Mestrado Profissional em Engenharia de Produção do Instituto Superior Tupy em Joinville.

3. Qual a diferença básica entre os cursos Lato Sensu (Especializações e MBA) e os cursos Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado)?

Nos cursos Lato Sensu o aluno se forma basicamente pela assimilação do
conhecimento do professor, transferido durantes as aulas.

Nos cursos Stricto Sensu (mestrado ou doutorado), além da formação em sala
de aula, o aluno deve desenvolver uma investigação criteriosa com rigores
científicos, juntamente com seu orientador, a fim de defender seu trabalho
perante a uma banca de professores doutores no tema de pesquisa. Desta
forma, o aluno é solicitado, em todo momento, a desenvolver o raciocínio
lógico e crítico, além de um planejamento experimental sólido.

4. Qual é a duração do Mestrado?

O aluno terá 24 meses a partir do início letivo no Programa de Mestrado em Engenharia de Produção – PPGEP para terminar os 24 créditos exigidos para sua formação: 18 em disciplinas (três disciplinas obrigatórias com créditos: Estatística Aplicada à Engenharia de Produção, Sistemas de Produção e Projeto de Dissertação de Mestrado e  03 disciplinas optativas com créditos) e 06 de dissertação, além da Prova de Proficiência em Língua Inglesa e a Qualificação que deverá acontecer como máximo 12 meses depois do início letivo no PPGEP.

5. Posso inscrever-me para o mestrado sem ter concluiu o curso de graduação?

Não. O Aluno deve ter concluir o curso de graduação.

6. Quais os cursos de graduação aceitos para o Mestrado profissonal em Engenharia de Produção ?

A área de Graduação do candidato deve estar relacionada à Ciência, Tecnologia, Engenharia ou Gestão.

7. Como feita à escolha do orientador?

O tema de pesquisa proposto pelo candidato deverá estar alinhado às linhas de pesquisa do Mestrado e aos temas de pesquisa dos professores. Sua adequação e qualidade são fatores essenciais de seleção. Aconselha-se ao candidato contatar o professor responsável das linhas de pesquisa e aos respectivos professores. No site do Mestrado no link de Corpo Docente aparecem os temas de pesquisa que cada professor desenvolve.

8. Posso manter vínculo empregatício?

Sim. O Curso de Mestrado é Profissional. Objetiva-se a capacitação
diferenciada para profissionais para as indústrias assim como professores
para instituições de ensino. As atividades do mestrado são focadas fora do
expediente de trabalho.

9. Posso obter bolsa de estudos?

Bolsas da instituição (SOCIESC) assim como bolsas providas por outras fontes
de fomento, tais como CAPES, FAPESC, etc. são oferecidas de forma não
periódica. Para funcionários da SOCIESC são oferecidas bolsas conforme
política institucional em vigor na época do ingresso.

10. Quantas vagas são oferecidas anualmente?

O curso limita o ingresso de 30 alunos anuais.

11. Outras dúvidas poderão ser esclarecidas pelo e-mail: mestrado.producao@unisociesc.com.br ou pelo telefone: (47) 3461 0277.

Perfil do ingresso da linha de pesquisa Engenharia de Produto

A linha de pesquisa de Engenharia de Produto tem por objetivo a formação de pesquisadores e profissionais focados no desenvolvimento de produtos e processos que incorporem uma visão diferenciada em termos da agregação de valor e inovação tecnológica, assim como uma visão sistêmica e integrada.

Dessa forma, é desejável que o candidato desta Linha de Pesquisa possua uma formação aderente ao foco da linha de pesquisa em nível tecnológico (engenharias, computação), sócio-tecnológico (administração, economia, psicologia), ou ainda em nível de conhecimento específico de aplicação do conhecimento (medicina, fisioterapia, matemática, física). Candidatos de outras áreas de conhecimento poderão postular sua candidatura ao Programa desde que a suas respectivas propostas apresentem de forma explicita a sua aderência com o foco da linha de pesquisa.

Perfil do Ingresso da linha de pesquisa Gestão de Sistemas Produtivos

A linha de pesquisa de Gestão de Sistemas Produtivos tem por objetivo a formação de pesquisadores e profissionais focados no desenvolvimento de sistemas de gestão da produção e/ou dos serviços, sistemas logísticos, e procedimentos de produção e da logística que incorporem uma visão diferenciada em termos da agregação de valor e inovação tecnológica, visão sistêmica e integrada.

Dessa forma, é desejável que o candidato desta Linha de Pesquisa possua uma formação aderente ao foco da linha de pesquisa em nível tecnológico e administrativo (engenharias, computação, administração, economia, administração), ou ainda em nível de conhecimento específico de aplicação do conhecimento (psicologia, matemática, física). Candidatos de outras áreas de conhecimento poderão postular sua candidatura ao Programa desde que a suas respectivas propostas apresentem de forma explicita a sua aderência com o foco da linha de pesquisa.

Egressos do Programa de Mestrado

O perfil do egresso do Programa de Mestrado são profissionais, pesquisadores e docentes com perfil gerencial, tecnológico e social para atuar no meio de produção atual globalizado. Os egressos oriundos da linha de Pesquisa “Engenharia de Produto” terão um perfil cientifico e tecnológico de engenheiros de produção projetistas de produtos, processos e sistemas. Dessa forma os mestres formados preponderantemente nesta linha de pesquisa atuarão no meio de produção como professores, pesquisadores e profissionais na gestão e desenvolvimento de novos produtos e processos, assim como procedimentos e novas especificações.

Analogamente, os egressos oriundos da linha de Pesquisa “Gestão de Sistemas Produtivos” terão um perfil cientifico e tecnológico de engenheiros de produção gestores de sistemas de produção ou gestores de sistemas logísticos e da cadeia de suprimentos.

Dessa forma os mestres formados preponderantemente nesta linha de pesquisa atuarão no meio de produção como professores, pesquisadores e profissionais na gestão e desenvolvimento de novos processos de manufatura ou de serviços, sistemas de gestão da qualidade, e sistemas logísticos & cadeia de suprimentos. Além das competências adquiridas através das disciplinas e atividades acadêmicas e de pesquisa, os egressos deverão desenvolver as habilidades para:

  • Aplicar o conhecimento em matemáticas, ciências e engenharia a processos de gestão;
  • Desenhar e conduzir experimentos, analisar e interpretar dados;
  • Atuar como membros em equipes de inovação multidisciplinar;
  • Identificar, formular e resolver problemas do setor industrial e do setor de serviços;
  • Se comunicar de forma eficaz através de diversos meios de comunicação.

De maneira geral e independente do seu foco profissional, o profissional deverá ser capaz de gerenciar recursos humanos, realizar análises globais, e estimular o raciocínio critico e inovador nas equipes com as quais atuará.

A Secretaria Acadêmica do Programa de Mestrado em Engenharia de Produção do Centro Universitário Sociesc – UniSociesc é uma área administrativa que está dirigida pelo Coordenador do Curso de Mestrado. À Secretaria Acadêmica compete o fornecimento de informações relacionadas com o Programa de Pós-Graduação, esclarecimento de dúvidas; informações sobre o processo seletivo – documentações e inscrições; procedimentos de matrículas e rematrículas dos Alunos dos Programas; documentações acadêmicas; controle da situação acadêmica de todos os alunos; apoio aos professores do Programa de Pós-Graduação; atendimento aos alunos; planejamento da infra-estrutura das aulas; entre outras.

 

Horário de Funcionamento:

 

Segunda-feira de 07:27 às 11:50 e de 13:00 às 17:25

Terça-feira de 13:00 às  21:00

Quarta-feira de 09:00 às  19:00

Quinta-feira de 07:27 às 11:50 e de 13:00 as 17:25

Sexta-feira de 07:27 às 11:50 e de 13:00 as 17:25

 

Contato:

Sintia S. Gehrmann

sintia.gehrmann@unisociesc.com.br

Telefone: 55-47-3461-0277 (Atendimento Telefônico – Segunda a Sexta Feira das 13h as 17h)

Rua Albano Schmidt, 3333. Bairro Iririu.

Joinville / SC

CEP: 89227-753

UNISOCIESC – JOINVILLE (Campus Boa Vista)

Rua Albano Schmidt, 3333 – Bairro Iririu

CEP 89227-753  Joinville – SC

Telefone: (47) 3461-0277

 

O curso de mestrado será oferecido para profissionais com graduação plena que atendam os critérios de seleção do curso. Tais critérios estão caracterizados pela busca de indivíduos capazes de aportar valor às organizações através da gestão do conhecimento, da inovação e do empreendedorismo.

 

As estratégias metodológicas e pedagógicas representam um componente essencial à consecução dos objetivos do Programa, dada sua relação direta na aquisição de competências, desenvolvimento de habilidades e formação de atitudes.

Tais qualidades exigirão uma pratica pedagógica diferenciada através da conjunção de diversas características:

  • Interação e diálogo contínuo;
  • Comunicação permanente;
  • Encontros presencias e virtuais fora do espaço de aula;
  • Realização de Seminários que abordem assuntos essências da Engenharia de Produção nacional e internacional;
  • Estímulo ao trabalho em equipes;
  • Estímulo ao pensamento crítico criativo;
  • Currículo centrado na demanda focada de conhecimento das linhas de pesquisa (e não no mero conteúdo);
  • Estímulo ao uso das metodologias de estudo de caso, aprendizagem baseado em problemas e rpg (role play gaming);
  • Visão do aluno como receptor e produtor de conhecimento ao invés de mero receptor de conhecimento;
  • Desenvolvimento de uma visão tecnológica humanista, centrada nos conceitos de valor agregado e da tecnologia como meio do desenvolvimento humano.

Desta forma o Programa pregará uma prática pedagógica fundamentada principalmente em princípios do cognitivismo, do sócio-interacionismo e do construtivismo. Para que esta prática aconteça como parte da cultura do Programa a ser forjada, estão previstas a realização de oficinas e encontros dos Professores, aos efeitos de fomentar a discussão e o treinamento sobre essas práticas.