API Conta Certa vence o primeiro Hackathon na UniSociesc Blumenau

API Conta Certa vence o primeiro
Hackathon na UniSociesc Blumenau

 

Equipe ganhadora da maratona de 24 horas de programação que aconteceu no final de semana criou um software que checa as informações da conta bancária e do CPF/CNPJ do comprador com os dados do pagamento fornecidos pelo cliente

 

Os hackers Felipe Valtl de Mello, Rafaek Negherbon e Tiago Bonatti foram os vencedores do Hackathon Payment Shift, maratona de programação e desenvolvimento de software focada em meios de pagamento que aconteceu na UniSociesc Blumenau, no último final de semana. A equipe criou um API chamado Conta Certa que checa informações da conta bancária e do CPF/CNPJ do comprador para ver se são compatíveis com os dados do pagamento enviados pelo cliente. O software torna mais seguras as transações, tendo em vista que, hoje, 8,2% dos pagamentos realizados por empresas possuem dados incorretos, o que acarreta em custos operacionais para correção dos mesmos e abre, também, precedentes para fraudes.

Na segunda colocação ficou a equipe formada por Paulo Henrique Pires e Bruna de Novais Barbaresco, que desenvolveu o Boleto 2.0, baseado no pagamento via QRCode, uma proposta de solução simples, rápida, segura e multiplataforma para transferência de dinheiro entre contas bancárias instantaneamente, com mais segurança para o vendedor e praticidade para o cliente.

No terceiro lugar, os irmãos Cassiano e Cesar Pereira Viana e o companheiro de equipe Wagner Amorim desenvolveram um sistema de autenticação facial para pagamento online. A solução se propõe a diminuir o número de fraudes por cartão de crédito, através da análise do comportamento de navegação do usuário nas páginas dos websites e dispositivos móveis. O sistema identifica o perfil e o associa ao número de seu cartão, utilizando a análise facial do usuário para proporcionar ainda mais segurança na hora de efetuar as compras online.

Os vencedores do Hackathon Payment Shift repartiram vários prêmios: US$ 10 mil da Amazon Web Services para desenvolverem suas soluções por um período de 2 anos; US$ 120 mil da IBM no programa IBM GEP (Global Entrepeneur Program); ingressos para o Startup SC Summit, dias 12 e 13 de julho, em Florianópolis, maior evento do ecossistema de tecnologia de Santa Catarina; acesso a ferramentas de venda como Pipedrive; acesso a ferramentas de projeto como Trello Gold; um mês no escritório compartilhado no Rex Coworking; pulseiras da Atar Band, a primeira a fazer pagamentos no Brasil; descontos no RD Station, software de automação de marketing; e encaminhamento para o Programa de Inovação da Softville Incubadora e Capacitadora.

Para o coordenador do curso de Sistemas de Internet da UniSociesc Blumenau, Arquelau Pasta, o primeiro Hackathon Payment Shift mostrou que possível atender às demandas da sociedade por formas de pagamento mais adequadas e mais modernas. “Ao trazermos para UniSociesc esse tipo de evento, estamos alinhados com o que há de mais novo em termos de tecnologia e inovação no mundo”, disse o professor.

Especialista em B2B e novos negócios, o coordenador do Hackathon Payment Shift, Carlos Rogério Silva, afirmou que o evento procura aproximar as empresas e o ecossistema das startups. “Um tema como esse de meio de pagamento, trazendo inovação e novas soluções para a sociedade, é muito relevante para quem atua com tecnologia. Os grandes bancos e as grandes empresas estão de olho nesse mercado. E as startups estão revolucionando as formas de pagar”, disse.

 

Mais informações à imprensa: Larissa Linhares Comunicação 

Coordenação – contato@larissalinhares.com.br – (48) 3307-6240 / 98814-5251 

Jornalista Dorva Rezende – dorva@larissalinhares.com.br – (48) 99167-6813

Inscreva-se